Microondas faz mal a saúde mito ou verdade? Os alimentos contaminados é uma das principais preocupações da saúde pública, já que pode causar muitas doenças, algumas delas fatais.

As doenças transmitidas por alimentos, são causadas por vários fatores, entre eles, os produtos químicos, pesticidas, micotoxinas, os agentes biológicos, os metais pesados, que, geralmente, estão relacionados com o consumo de água e alimentos contaminados.

Em função disso, existem diversas pesquisas que procuram identificar os tipos de tratamentos que podem reduzir a contaminação microbiana dos alimentos, além de contribuir para o aumento da vida útil desses produtos.

O sistema de micro-ondas, é uma das formas mais utilizadas na atualidade, apesar de ter muitos benefícios, também apresenta dúvidas quanto aos seus efeitos potencialmente prejudiciais no longo prazo.

Nos daremos conta de que, se o micro-ondas é ruim para a saúde e quais são os aspectos envolvidos na utilização deste aparelho, muito comum no nosso dia-a-dia.

O que são microondas?
Os micro-ondas são ondas eletromagnéticas de alta freqüência, bem como as de rádio. No ano de 1939, o físico norte-americano Albert Wallace, a Bayer desenvolveu um dispositivo chamado magnetron, que é usado para enviar micro-ondas para as câmeras. Alguns anos mais tarde, o engenheiro Percy Lebaron Spence se deu conta de que era capaz de aquecer os alimentos quando estes se encontravam perto do magnetron, que foi criada no projeto, o primeiro dispositivo de micro-ondas, na década de 50.

O sistema de micro-ondas gera uma onda eletromagnética de alta freqüência, com 2.450 mhz), o que se reflete, muitas vezes, nas paredes metálicas do forno da cozinha e se gera uma vibração das moléculas de água contidas nos mesmos. Esta vibração entre as moléculas que gera calor, o cozimento do alimento. Essas ondas têm uma grande capacidade de penetração no alimento, o que permite que o cozimento no interior, e não apenas na superfície.

Este dispositivo é o fato de que uma caixa de metal, que será aposto ao lado da porta, e, como nos espaços, neste ponto, é menor do que a de microondas, com isso evita-se a perda dos mesmos. As micro-ondas são amplamente utilizados em fornos e câmaras, além de ter um grande uso dos sistemas de telecomunicações, tais como as transmissões por satélite e telefones celulares.

O uso de um aparelho de micro-ondas tornou-se muito popular por ser o mais rápido e mais eficiente do que o fogão a gás, ajudando tanto na cozinha como no sonho, os alimentos, deixando no dia-a-dia mais confortável e a preparação das refeições.

No entanto, muitos profissionais se perguntam se o uso do micro-ondas é ruim para a saúde e quais são as possíveis conseqüências do uso constante desse tipo de aparelho.

Microondas faz mal a saúde mito ou verdade?

Existem alguns estudos que relacionam o uso de micro-ondas de problemas de saúde e na doença. Uma das questões levantadas é a de que, apesar de que este aparelho pode fazer com uma das paredes de aço, para evitar a perda das ondas, algumas das quais podem escapar dele.

Na tela da direita encontra-se a porta da unidade, entre as janelas, é realizado para evitar este problema, mas os pesquisadores dizem que isso não ocorra com total segurança.

Uma das questões que também se deve analisar é o da comida no micro-ondas é ruim para a saúde.

Muitos estudos têm demonstrado que durante o processo de cozimento através de microondas, que pode afetar vários dos nutrientes presentes nos alimentos, principalmente devido à mudança que se leva a cabo.

Algumas vitaminas são sensíveis ao calor, como é o caso da vitamina C, o que pode ser rebaixado no processo. As proteínas são também muito afetada pelo calor, pode ser danificado.

A questão pode estar relacionada com o excesso de tempo que uma pessoa pode acabar deixando a comida aquecendo no micro-ondas.

As vitaminas hidrossolúveis, como a vitamina C e as vitaminas do complexo B, que são muito mais afetadas por aqueles que estão conectados à da água contida nos alimentos, e a vibração das moléculas que produzem as micro-ondas, pode ocorrer a perda desses nutrientes nos alimentos.

Vale a pena lembrar que a perda nutritiva como acontece com qualquer processo que afete o calor, passando também nas confecções de fato com o fogo do fogão a gás.

Em um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry demonstrou que os efeitos do aquecimento por microondas, com a perda da vitamina B12 nos alimentos, entre eles o de carne crua, leite e carne, da carne de porco.

Os resultados deste estudo mostraram uma redução entre 30% e 40% da vitamina a, quando os alimentos que passaram por um tratamento de micro-ondas que ocorre uma mudança da vitamina a em uma forma inativa.

A verdade é que dizer que a comida no micro-ondas é ruim, é um mito, já que não há acúmulo de radiação em alimentos, somente pela perda de alguns nutrientes, o que dificulta o valor nutricional dos mesmos.

É dizer, que o alimento que você pode comer em silêncio e com a certeza de que só com uma menor quantidade de nutrientes, o que se danifiquem com o calor.

Neste sentido, é muito importante evitar a exposição a microondas para aquecer a comida para bebés, crianças pequenas ou pessoas de idade avançada que se podem ver mais com a falta de nutrientes na dieta.

Microondas faz mal a saúde mito ou verdade?

Microondas faz mal a saúde mito ou verdade?

A outra questão está relacionada com a exposição prolongada a esses micro-ondas, o que pode causar um monte de problemas, que inclui, inclusive, cegueira.

As ondas de alta frequência, o que aumenta a vibração das moléculas de água em seus olhos, ele pode secar, o cristalino e o dano à vista.

Da mesma forma, a exposição de todos os órgãos do corpo para que estas ondas também pode gerar danos e prejuízos, já que o corpo humano é composto de uma porcentagem grande de água.

No Caso de que o aparelho tenha alguma fuga, o que pode gerar a exposição à radiação. A radiação gerada por microondas pode ser muito prejudicial, o que gera muitos problemas de saúde, tais como a perda de memória, dificuldade de concentração, instabilidade emocional, redução da capacidade cognitiva, entre outros.

Em um estudo realizado por robert Trent University, descobriu que os níveis de radiação emitidos pelos aparelhos de microondas, que afetam a freqüência cardíaca e a variabilidade desta freqüência.

Os níveis que se encontravam dentro dos limites de segurança, no entanto, tendem a produzir uma mudança imediata no ritmo cardíaco, e pode afetar em grande medida as pessoas que tenham algum tipo de problema cardiovascular.

Outro problema que pode ocorrer quando se utilizam recipientes de plástico para aquecer os alimentos no aparelho.

A maioria dos plásticos, quando aquecidos, se libera uma substância chamada bisfenol A é um composto químico que é usado na fabricação de policarbonato.

Quando uma substância entra em contato com o organismo, o que interfere com as glândulas endócrinas, e atua como um estrogênio (hormônio feminino), que causam a puberdade precoce, aumento das mamas, alterações no sistema imunitário, e até mesmo alguns tipos de câncer.

Em função disso, é recomienda que se mantenha uma distância mínima de 50 centímetros do aparelho, quando este está ligado e em que se realize a calibração do aparelho, geralmente a cada dois anos, para que um técnico possa avaliar a velocidade de saída da radiação no computador e executar a reparação do mesmo, e, muitas vezes, trocar a borracha da presente, na porta, que se desgasta com o passar do tempo.

A conclusão de
Os micro-ondas são ondas eletromagnéticas de alta freqüência, com 2.450 mhz), o que se reflete, muitas vezes, nas paredes metálicas do aparelho de alimentos, o que gera uma vibração das moléculas de água contidas nos mesmos. Esta vibração entre as moléculas que gera calor, o cozimento do alimento.

O uso de um aparelho de micro-ondas tornou-se muito popular por ser o mais rápido e mais eficiente do que o fogão a gás. No entanto, os especialistas começaram a se perguntar se o uso de um forno de microondas é ruim para a saúde e quais são suas possíveis consequêlas referências de seu uso neste tipo de aparelho.

Microondas faz mal a saúde mito ou verdade? Há estudos que mostram que se podem produzir sintomas devido à exposição prolongada à radiação, é importante a verificação periódica dos níveis de perda dos aparelhos utilizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here