Espinha na gravidez o que significa?

Sim, as espinhas podem aparecer durante a gravidez, mas não vai ser uma realidade para todas as mulheres grávidas.

A acne, principalmente na forma de espinhas no rosto, mas também pode aparecer em outras partes do corpo, como os seios, os ombros e as costas, que é uma das mudanças que a pele pode sofrer durante a gravidez.

Espinha na gravidez o que significa?

O aumento dos níveis do hormônio estrogênio, o que teve como consequência o aumento da produção de uma substância rica em ácidos graxos, conhecida como a gordura, o que aumenta a gordura nesta área e que pode ocorrer na pele.

O aumento da produção das glândulas sebáceas, que é influenciado pelo aumento no volume de sangue que ocorre durante a gravidez, para permitir a chegada de uma quantidade extra de sangue para o útero, a fim de satisfazer as necessidades metabólicas do recém-nascido.

Como consequência da maior circulação de sangue nos vasos sanguíneos das mães, de forma automática no corpo, aumenta a secreção de que, em excesso, pode causar o crescimento dos ossos.

Há outros fatores secundários deste tipo de fenômenos, como, por exemplo, o acúmulo de células mortas da pele e o estresse, que também pode promover ou intensificar, no aparecimento de espinhas.

Espinha na gravidez o que significa

Por outro lado, no caso de que durante a menstruação é usado para ter um aumento na acne, o mais provável é que uma maior predisposição a ter este problema durante a gravidez.

Outras alterações da pele em que a gravidez provoca no
Com o aparecimento das espinhas, é uma das mudanças induzidas pelos hormônios da gravidez, o que pode afetar a pele da mulher.

Com o crescimento do bebê, a pele é esticada, o que será uma prova de resistência e elasticidade, o que muitas vezes se oferece e se tem que cuidar com esmero.

Entre as alterações de pele mais frequentes, fizemos uma lista de algumas delas, já que não vai sempre afetar a todas as mulheres grávidas:

As Manchas escuras na pele, que é conhecida como melasma;
O escurecimento da pele dos mamilos, genitais e o ânus (hiperpigmentação);

A linha nigra), que é uma mancha escura em forma de uma linha vertical que aparece no abdômen, ao longo do segundo trimestre de gravidez;
As sardas ou manchas existentes podem, à noite, mais ou, até mesmo, voltar a crescer;

A secura da pele e coceira.
Dicas para reduzir os grãos durante a gravidez.

Apesar de que não existem tratamentos rápidos e eficazes na luta contra a acne, existem algumas dicas que podem ajudar a prevenir o excesso de oleosidade e a reduzir os efeitos de:

Para manter a hidratação da pele. Não só hidrata a pele, mas que se hidrate, se bebe muita água.

Lavar a área afetada gentilmente com um sabonete neutro e secar com um pano limpo e macio;

Em vez de lavar continuamente na pele, a fim de evitar que, através da remoção da gordura natural, acabe fazendo com que o corpo produz uma grande quantidade da mesma, para compensar;

É preferível não usar maquiagem, e quando você usar, mexer bem antes de ir dormir;

Umedecer a pele com produtos que não contenham óleos de sementes;
Não espremer as espinhas, não coloque as mãos com frequência no rosto, pois isso pode piorar a situação, ou pode deixar cicatrizes permanentes;

Se você tem muita acne, consulte o seu médico ou um dermatologista para as recomendações personalizadas.

As boas notícias: os ossos da gravidez, que se somam
Apesar do desconforto que provoca, que não tem que se preocupar muito com os grãos durante a gravidez, já que a elas se somam.

O problema é passageiro, e que vai desaparecer ou a estabilização após a entrega, assim como as manchas da pele, que aparecem no período da gestação.

A outra boa notícia é que, na gravidez, além de seus efeitos benéficos para a pele.

Graças ao aumento da irrigação de sangue, com o rosto um aspecto mais saudável, para muitas mulheres, com um aumento da firmeza e da beleza especial de que muitos dos que se dão conta das mulheres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here